sábado, 16 de outubro de 2010

3 Grandes Ensinamentos de Peter Drucker

3 Grandes Ensinamentos de Peter Drucker
Mais importante e influente estudioso de gestão do mundo, Peter Drucker foi um guru, uma lenda internacional e um ícone dos negócios. Conhecido por criar vários conceitos sobre os quais se construíram os pilares da gestão moderna, Drucker teve um jeito não convencional de explorar a história da gestão e das suas idéias para o futuro. Sim, ele sabia do futuro como ninguém.

Drucker foi escritor, professor e consultor durante mais de 60 anos. Ele criou conceitos que fizeram da gestão um campo legítimo de estudos acadêmicos. O ponto-chave de sua defesa foi a visão de que a coisa mais importante em uma organização são as pessoas. A influência de seus pensamentos foi tão grande que ele freqüentemente é chamado de Pai da Gestão.

Com mais de 30 livros publicados (já imaginou?), essa grande referência em gestão teve muito a nos ensinar. É impossível tentar resumir suas idéias e conceitos mais importantes aqui ou em qualquer outro lugar. Suas obras são completas, instigantes e muito sólidas.

Escolhi três ensinamentos para que você possa conhecer um pouco mais de Peter Drucker, mas principalmente para que você possa levar essas idéias para a sua empresa e fazer dela um grande sucesso.

Ensinamento 1 – AUTOGERENCIAMENTO:
Empresas estão passando por mudanças radicais em suas estruturas, no trabalho que elas desenvolvem, no tipo de conhecimento que elas precisam e no tipo de pessoas que elas empregam. Com novas necessidades e objetivos, Drucker diz que hoje precisamos nos autogerenciar mais do que em qualquer época.

Sim, não há mais espaço para empresas com estruturas inchadas, com mesas demais para pessoas que pouco fazem. Não tem mais espaço para ter um estagiário, um funcionário que cuida desse estagiário, um supervisor que cuida desse funcionário, um supervisor-chefe que cuida do supervisor, um gerente que cuida do supervisor-chefe, um gerente geral que cuida do gerente e assim por diante. Uma empresa com esse tipo de hierarquia extensa está em grandes problemas, pois vai ser difícil sustentar esses custos por muito tempo.

A grande idéia aqui é: cada profissional tem de saber exatamente qual é o seu trabalho e aproveitar o tempo destinado para isso para fazê-lo, e da melhor forma possível. Drucker dizia que devemos constantemente nos perguntar: Quais são as minhas forças? Quais são os meus valores? Onde pertenço? Qual deve ser a minha contribuição?

Um profissional que sabe responder a essas perguntas sabe também qual é o seu trabalho. Você, como líder, deve incentivar para que sua equipe tenha esse tipo de pensamento. Quanto mais eles forem autogerenciáveis, mais tempo você terá para promover mudanças estratégicas na empresa e mais tempo terá para provê-los de ferramentas e conhecimento para que suas metas sejam alcançadas mais rapidamente. Todo mundo ganha.


Ensinamento 2 – O QUE FAZEM OS LÍDERES EFICICAZES?:
Drucker descobriu, em seus 65 anos de experiência em consultoria, o que os líderes eficazes têm em comum. Mais do que ter um mesmo estilo, esses líderes exemplares têm práticas similares e elas estão dentro de três grandes áreas: a primeira área consiste em práticas que dão aos líderes o conhecimento que eles precisam. A segunda área dá a eles a ajuda necessária para transformar esse conhecimento em ação. E por último, na terceira área, estão as práticas que asseguram que toda a organização sinta-se responsável e comprometida.

Esses líderes freqüentemente se perguntam: "O que precisa ser feito?” e "O que é o melhor para nossos clientes e para nossa organização?"

Os líderes eficazes desenvolvem planos de ação. Eles assumem a responsabilidade por suas decisões. Eles estão focados em oportunidades ao invés de problemas. Eles gerenciam reuniões produtivas. E eles pensam e dizem "nós" ao invés de dizer "eu".

Peter Drucker adicionou ainda a essa lista mais uma prática muito importante, que mostra-se indispensável para um líder se tornar um grande líder: escute primeiro e fale depois.


Ensinamento 3 – A DISCIPLINA DA INOVAÇÃO:
Quanto de inovação é inspiração e quanto é trabalho pesado? A criatividade dos empreendedores, segundo Drucker, nasce do comprometimento com a prática constante da inovação.

Drucker identificou quatro oportunidades de inovação na empresa e três fora dela: ocorrências inesperadas, incongruências, processos necessários, mudanças na indústria e no mercado, mudanças demográficas, mudanças de percepção e novo conhecimento.

A má notícia é que inovação também é sinônimo de trabalho pesado. A boa notícia é que você também pode ser um inovador, desde que você tenha conhecimento, foco e (freqüentemente) ingenuidade. E até mesmo todas essas qualidades não são suficientes para criar inovação, a menos que você esteja apoiado por persistência e comprometimento.

Como está a inovação na sua empresa? As novas idéias estão sendo incentivadas, testadas e quando aprovadas, aplicadas? Quanto tempo esse processo leva? Lembre-se de que inovação está também ligada a agilidade. Quem fará mais rápido: seus concorrentes ou você? Quem fará diferente: seus concorrentes ou você? Esteja sempre na frente. A disciplina da inovação defendida por Peter Drucker é hoje uma regra.

Linha do Tempo

No começo: Peter Drucker nasceu em Viena (Áustria) em 1909.

Anos 20: Mudou-se para a Alemanha para estudar direito. Tornou-se editor-chefe de um grande jornal alemão, responsável pela seção de gestão internacional.

Anos 30: Recebeu o Ph.D em direito na Alemanha. Mudou-se para Londres após uma de suas redações ter sido queimada pelo Governo Nazista. Casou-se e mudou-se para os Estados Unidos como correspondente jornalístico de vários jornais britânicos.

Anos 40: Iniciou sua carreira em consultoria na General Motors que posteriormente resultou na publicação do seu primeiro livro. Tornou-se professor de filosofia e política, e colunista do The Wall Stree Journal.

Anos 50: Juntou-se ao corpo docente da New York University como professor de Administração.

Anos 60: Recebeu da mesma universidade o "Presidential Citation" – a maior honra da escola.

Anos 70: Tornou-se professor de Ciências Sociais e Gestão de pós-graduação na Califórnia.

Anos 80: Ganhou uma escola de pós-graduação com o seu nome. Publicou oito novos títulos e continuou lecionando e trabalhando como consultor.

Anos 90: Tornou-se professor na Harvard University e publicou mais nove livros.

Anos 00: Retirou-se da vida pública, recebendo esporadicamente alguns amigos em sua casa, escrevendo e escutando música clássica, uma de suas grandes paixões. Peter Drucker, um dos principais teóricos da administração de todos os tempos, faleceu no dia 11 (sexta-feira) de novembro de 2005, aos 95 anos, de causas naturais em sua casa em Claremont, perto de Los Angeles, nos Estados Unidos.

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Oração de um Y

Oração de um Y


Pai nosso que estais no céu, tem um tempo que venho pensando  numas coisas e queria te fazer umas perguntas, rola?
Qual é seu plano de desenvolvimento de carreira caso eu decida ir prai?
Os anjos tem algum subsidio para treinamento, desenvolvimento etc e tal?
Poderei visitar minha família na terra de vez em quando ou o trabalho é  em tempo integral? Não curto muito essa história de workaholic
Tem mais, to cansado de só eu falar falar falar e não ter um feedback  direto do Senhor. Esse lance de mandar um sinal é sutil demais pra mim.  Por favor seja claro: To no caminho certo ou não? F-E-E-D-B-A-C-K  Hellooooo…
Aproveito a oportunidade para entender como consigo um mentoring com o  Senhor, soube que em outras épocas seu subordinado direto, J.C., chegou a ter até 12 coachees abaixo dele. Acredito ter as habilidades que o Sr  procura em um mentorando…
Terei a possibilidade de ser expatriado e viver novas experiências?  Vocês tem filiais em algum outro lugar?
Falando em filiais devo deixar claro que estudo outras propostas antes  de aceitar a Sua. Um concorrente seu tem atraido muita gente. Dizem que o trabalho lá é pesado mas que pode ir com a roupa que quiser, não tem  essa de ficar cantando em coro, e rola umas festas da empresa… que pegam fogo!
Parece que o pacote de benefícios não é tão bom mas lá eles permitem  relacionamento entre os colaboradores e posso usar a internet pra  visitar o site que eu quiser.
Onde me vejo em cinco anos? Essa é fácil: No seu lugar.
Sacrilégio? De forma alguma. O senhor fez um ótimo trabalho. mas estamos em  outros tempos… eu trago renovação e umas idéias muito iradas!
Veja bem, eu tenho minhas ambições, meus objetivos e pretendo  alcança-los no tempo em que eu determinei. Não quero ficar igual minha  vó que lhe dedicou a vida inteira e o senhor nem pra dar uma folguinha  pra ela nessa altura do campeonato!
Se quiser me encontrar to no facebook, me procura no google. Obrigado
Amém.
Ah!!! Me follow no twitter! E divulga pros amigos hein!
Amém de novo.

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

MASTER MIND



Master mind

Master Mind é uma expressão que caracteriza pessoas que têm uma performance acima da média, tornando-se bem sucedidas em suas áreas de atuação. Originalmente, o termo descende do “Master Mind” americano, um método de aperfeiçoamento pessoal e profissional que visa à construção de uma mente grupal composta por indivíduos treinados para vencer obstáculos.

O ‘master mind” foi elaborado com base na metodologia de ação apresentada pelo escritor Napoleon Hill. Após estudar, por mais de duas décadas as características básicas dos homens de sucesso de seu tempo, Hill delineou as principais características das mentes mais brilhantes em seu livro “A Lei do Triunfo”. Analisando Napoleon Hill e diversos outros autores que estudam a psicologia do sucesso, cheguei a conclusão de que é possível desenvolver uma Mente Mestre através do esforço pessoal.

A partir de uma metodologia de ação embasada em conceitos pré-elaborados que o conduzem a assimilar uma visão superior a respeito de si mesmo, das demais pessoas e do mundo, você também pode construir uma Mente Mestre e superar todos os revezes do caminho. Isso é exatamente o que pretendo mostrar em todos os artigos que publico na Casa do Aprendiz.
Nesta página, sintetizarei alguns conselhos práticos para você iniciar a elaboração de uma nova perspectiva de si mesmo, facultando-lhe a conquista da Mente Mestre.

Primeiramente, o aspirante a “master mind” precisa desenvolver a convicção da existência de um poder infinito, presente no âmago do seu ser. Deve acreditar e reconhecer que a expansão e o crescimento é o destino de todas as coisas. Convencer-se de que, independentemente de condição atual, pode vencer todos os seus obstáculos e conquistar todos os seus objetivos. Essa é a filosofia de vida que transforma um fracassado em “master mind”. Siga-a.

Quando você conseguir dominar a sua condição inferior e adentrar nos domínios da sua mente superior, pode atingir resultados considerados extraordinários. Terá adquirido uma mente de mestre, apta a desenvolver idéias, projetos e ações exitosos em todas as áreas da sua vida.
Mente Mestre é nada mais, nada menos que um novo conceito cunhado para designar a Inteligência Universal em movimento - a Fonte Infinita que permeia, penetra, e preenche os interespaços do universo. Ser um “master mind” significa ter a capacidade de entrar em contato com essa Mente Infinita do Universo e imprimir ali seus desejos e metas através da fé, da convicção e do sentimento. Todo aquele que for capaz de impregnar uma idéia-semente nessa Substância sem forma e sem nome será capaz de reproduzir a coisa desejada no mundo dos fenômenos. Noutras palavras, uma convicção que você imprime em sua essência, determina o futuro que você experimentará.

A tese defendida pelos estudiosos da Mente Mestre mostra-nos que, empregando técnicas de pensar e agir de maneira extraordinariamente poderosa, nos tornamos capazes de emitir uma mensagem ao universo que conspira de maneira matemática e precisa para que nossos objetivos se realizem. Utilizando-se desse poder com dedicação e determinação podemos realizar milagres de realização pessoal, familiar, social e profissional.

Um dos requisitos essenciais para se desenvolver a Mente Mestre consiste em eliminar a cultura milenar limitadora do medo, da dúvida e do pensamento negativo. Para isso faz-se necessário criar um novo conceito a respeito de si mesmo, de Deus e da vida.

Você deve eliminar a visão limitada acerca de Deus e da vida passando a acreditar que o Criador quer a sua expansão assim como o faz com todas as coisas. Acreditar que seu crescimento pessoal será, com certeza, regozijo para todo o Universo porque ao crescer, você está em harmonia com o propósito da Grande Obra Cósmica que é a expansão permanente.

Você é uma expressão em miniatura da Mente Universal. E, quando evolui, faz com que o Princípio da Vida se expresse mais e melhor, através de você. Portanto; evoluir e crescer será sempre a sua verdadeira menta perante o Cosmos.

Acredite!
Você é uma manifestação da Vida Infinita que o criou com o objetivo de se auto expressar no mundo das formas de maneira magnífica. Creia nisso e você poderá desenvolver uma Mente Mestre que o fará atingir seus objetivos e se destacar na multiplicação de benefícios que se estenderão de si mesmo para o meio que o cerca, rompendo os tabus e preconceitos psicológicos, morais e religiosos.

Características básicas do “Master Mind”:

Humildade
Os maiores mestres da humanidade sempre identificaram a humildade como a base para o desenvolvimento sadio dos seus aprendizes. Eles não estavam errados. A humildade é a base do crescimento interno. Ser humilde é o princípio básico da sabedoria. Saber ouvir, compreender e respeitar os outros com seus vícios e suas virtudes. E aprender com isso.

Desprendimento
O apego gera o medo e a cobiça. Desprenda-se das coisas do mundo e o mundo será seu.

Integridade
Faça o que é certo e justo e você estará se alinhando com a energia todo-poderosa que move o mundo.

Determinação
Ao estabelecer planos e metas, siga-os com a convicção de que aquilo que você pré-determinou atingiu longínquas esferas cósmicas e já estão em gestação nos planos mais sutis da existência. Se recuar, as sementes não germinarão. Se persistir determinado, o ciclo se completa a seu tempo e os frutos aparecem em sua experiência de vida.

Otimismo
O bem-estar é o fruto doce experimentado apenas por aqueles que acreditam e praticam o bem, o bom e o belo. Seja otimista, acreditando sempre nas boas coisas da vida e elas passarão a fazer parte de sua essência.

Entusiasmo
O entusiasmo é o otimismo elevado às esferas superiores do seu ser. Ao agir com entusiasmo você provoca uma reação natural imediata das Forças Cósmicas Criadoras.

Criatividade
Desenvolva, com um plano de ações e metas, aquilo a que se propôs ser, fazer ou ter. Esforça-te para desenvolver nas profundezas de seu ser uma criatividade racional e intuitiva ao mesmo tempo.

Serenidade
O espírito sereno é capaz de mobilizar forças, pessoas, energias, em torno de um objetivo, de forma harmoniosa. É capaz de encarar com tranqüilidade os desafios que a vida nos apresenta durante o decorrer de todo o percurso que trilhamos neste plano tridimensional

domingo, 22 de agosto de 2010

Palestra Cão X Gato - Motivação

Palestra muito interessante, vale a pena.
Vale para qualquer tipo de relacionamento: Trabalho, família e amigos.


quinta-feira, 1 de julho de 2010

Video - Cilada em um Supermercado

Video Cilada - Em um supermercado

Coloquei este video por achar bem engraçado, pois trabalho em uma rede de varejo e muitas vezes vejo que realmente isto acontece.



video

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Formação em 5´S para uma loja de varejo

Por que o nome 5´ S ?

Este programa surgiu no Japão para combater a sujeira, a desorganização e a poluição nas empresas. Lá a palavra principal de cada passo começa com a letra S.

Daí o nome Programa 5S: Seiri, Seiton, Seisoh, Seiketsu e Shitsuke.

A qualidade dos produtos japoneses, que todo mundo admira, começou com o Programa 5S.

O Programa 5S foi adaptado nesta apresentação para uma loja de varejo como: Senso de Seleção, Senso de Ordenação, Senso de Limpeza, Senso de Saúde e Senso de Autodisciplina.

Curso gerência de processos e solução de problemas

Projeto para Organização de lojas do Varejo

sábado, 13 de fevereiro de 2010

Ciclo completo para Empresas




O CICLO COMPLETO COMPREENDE TODOS OS FLUXOS DE INFORMAÇÕES,DE MERCADORIAS E
FINANÇAS NECESSÁRIOS AO CONTROLE DO PEDIDO, DA RECEPÇÃO, DA GESTÃO DO ESTOQUE, DA VENDA E DA REGULARIZAÇÃO DAS FATURAS.

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Planejamento de recebimento no mercado

Qual a melhor maneira de planejar um recebimento?
A maioria das empresas trabalha com a terceirização em seus depositos, contratam um operador logístico e acaba virando refém do mercado (vendas, clima, espaço físico, lead time de entrega dos fornecedores, NO SHOW de fornecedores, nível de serviço das fábricas, etc.)
Muitas vezes planejamos olhando o passado e comportamento do mesmo. Mas não significa que irá acontecer da mesma maneira.
Temos de observar a tendência futura, inovações, política e mercado interno e externo. Não podemos seguir simplesmente o passado para prever o futuro, o passado deve ser levado em conta pois temos a sazonalidade por eventos festivos e estações do ano.
A melhor maneira de efetuar um planejamento futuro de recebimento é fazer a curva antecipada à saída de mercadorias para os clientes.
Exemplo: Se a venda é maior na 4a.semana do Mês, temos planejar o recebimento nos depositos até no máximo a 3a.semana do Mês.
Isto garantirá a presença dos produtos, eliminando as rupturas e estabilizando o trabalho logístico (recepção e expedição no mesmo momento) evitando assim gargalos operacionais.